28 Maio 2012

Ovos - O que são?



O ovo é um ingrediente básico mas importante na nossa dieta, um alimento com alto valor nutritivo, contém uma proporção ideal de oito aminoácidos que o corpo necessita para formar as suas próprias proteínas humanas.

Como sabemos se os ovos estão frescos?
Coloque água e sal num copo, insira o ovo. Se se afunda é fresco, se flutua, não.
Ao partir o ovo, se for fresco, a clara e a gema deve ter uma textura densa e deve ficar ligados.

Cuidado com o ovo
Lavar com água antes de armazenar os ovos vai facilitar a entrada de microrganismos no interior do ovo. A casca do ovo é porosa e tem uma fina película de protecção que se destrói na lavagem.
Não utilize ovos com fracturas, os microrganismos podem ter penetrado no óvulo.
Lembre-se: a casca do ovo é como a casca de um fruto. Está cheia de microrganismos. Nunca parta o ovo no prato ou tigela onde vai trabalhá-lo, para não contaminar nada com bactérias.


Não separar a clara da gema, com a sua própria casca, é uma fonte de bactérias. Existem utensílios, ou técnicas de cozinha bastante simples para isso.

Quando temos que usar um ovo num molho ou outra preparação, em que não o vamos cozinhar, é sempre melhor colocar algumas gotas de limão ou vinagre para acidificar e, assim, evitar a possível propagação de germes.

Tenha cuidado com as mudanças de temperatura e contaminações cruzadas.

Relembro um facto importante: a salmonela foi encontrada na parte externa da casca, por isso é importante tomar precauções: nunca pôr em contacto a parte exterior da casca com o ovo ou utensílios

Ovos brancos ou ovos acastanhados? Não há diferença nutricional entre os dois. A diferença é a raça da galinha

Os ovos podem ser encontrados em diferentes tamanhos, XL muito grande (que pode  às vezes incluir dois gomos, pesando mais de 73 gramas), L grande (com peso entre 73 e 63 gr), médio M (pesando entre 63 gr e 53 gr), e S pequeno (mais leve do que 53 gr).

Desde 2005, os ovos são carimbados com a dígitos vermelhos: o controle de qualidade, que todos os ovos da categoria A para o consumo têm de ter.

O primeiro dígito nos diz como as galinhas têm sido criadas:

0 - de produção orgânica, as galinhas são criadas no campo a comer grãos cultivados organicamente.
1 - ao ar livre, sobre o chão da quinta e também com acesso ao campo.
2 - quintas de frangos, onde têm água, comida, caixas de repouso e de nidificação.
3 - gaiolas, galinhas que são criadas em gaiolas, projectadas para a recolha dos ovos sem ter que tocar no solo, com acesso à água e uma dieta equilibrada.

Qual é a diferença entre estes números e como isso afecta o ovo? Como em tudo no mundo, o valor nutricional é igual, o que diferencia é o sabor. Uma galinha livre metaboliza a comida de forma diferente.

- As duas letras que se seguem, indicam a origem do Estado / Membro da Comunidade Europeia.

- Os dígitos depois das letras marcam a produção agrícola:

A composição do ovo e as características diferentes da gema e da clara do ovo não oferecem muitas possibilidades na cozinha.
Assim, o ovo é capaz de servir como:
Emulsionante para a preparação de molhos (como maionese e derivados), molho tártaro, molho cocktail, etc.
Colorir molhos, sopas, massas e muitas outras preparações.
Coagulante, para fazer pudins, cremes, etc.
Agente de ligação em almôndegas, quiches, terrines, doces salgados.
Anti-cristalizante, pois a clara evita a formação de cristais de açúcar em elaborações de pastelaria.
Adesivo, onde o ovo facilita a adesão a croquetes de pão ou de carne, para evitar uma queda durante o cozimento.

Existem variados produtos derivados dos ovos, que são obtidos a partir de ovos inteiros, gemas de ovos ou clara de ovo, depois de serem submetidos a processos industriais para garantir a sua segurança. Podem ser encontrados em estado líquido, concentrado, seco ou congelado.

No mercado pode-se encontrar outros tipos de ovos, para além de galinha, tais como avestruz, pato, ganso, codorniz. Ovos de codorniz têm um alto valor nutricional e contêm menos colesterol. O seu peso é de cerca de 10 gr. 

O Ovo em 11 factos interessantes:

A casca do ovo é feita de carbonato de cálcio, que é o ingrediente principal de alguns anti-ácidos que tomamos quando estamos com azia. A casca, apesar de ser leve, representa quase 75% do peso total do ovo e, apesar de parecer maciça, possui poros, que permitem que o ar entre, não asfixiando o pintainho que pode estar a desenvolver-se lá dentro.

A clara do ovo é feita, principalmente, de uma proteína chamada albumina, e também contém niacina (também conhecida como vitamina B3), riboflavina (vitamina B2), cloro, magnésio, potássio, sódio e enxofre. A clara contém 57% das proteínas do ovo.

A cor da gema do ovo é determinada pela dieta da galinha. Quanto mais pigmentos amarelos e laranjas existirem nos grãos usados para a alimentar, mais vibrante será a cor da gema.

A cor do ovo também pode variar por outros factores, mesmo depois de ter saído do organismo da galinha. Claras que são mais opacas (quando cruas, obviamente) indicam que o ovo é muito fresco. Já as mais transparentes mostram que o ovo já é mais velho. Se a clara for rosa, desista – os ovos já estão estragados e não devem ser consumidos.

Se encontrar sangue no ovo não significa que ele não pode ser consumido. Isso indica que um vaso sanguíneo que pode existir na gema rompeu-se.

A temperatura de um ovo chega a 40 graus Celsius quando ele é posto pela galinha. Quando arrefecem, o líquido no seu interior contrai-se e uma bolha de ar é formada na extremidade mais larga do ovo. Você pode perceber esse achatamento quando cozinha um ovo por muito tempo para que ele fique duro e o descasca.

Uma galinha põe de 250 a 270 ovos por ano.

A cor da galinha determina a cor da casca de seus ovos. Segundo empresas distribuidoras de ovos, não há diferenças nutricionais significativas entre um ovo de casca escura ou um ovo de casca branca.
Os ovos demoram entre 24 a 26 horas para se formarem dentro da galinha. Primeiro uma célula similar ao óvulo feminino desenvolve a gema, num ovário da galinha. Durante a ovulação da ave, a gema cai em num tubo chamado “ovoduto”. Esse tubo leva a substância para o útero e é nele que a albumina é formada e depositada ao redor da gema. A casca é formada no útero. Depois de 30 minutos em que a galinha põe o ovo, o processo inicia-se novamente.

Os ovos de peru  também são saudáveis e comestíveis, mas é muito difícil encontrá-los à venda. Os perus são mais difíceis de serem criados, precisam de mais espaço, então, economicamente falando, produzir ovos de peru não compensa. As "peruas" também têm instintos maternais muito fortes, então recolher os seus ovos é uma tarefa complicada.

Os dinossauros também punham ovos e, muitas vezes, era o pai que era o responsável por chocá-los. Cientistas afirmam que isso resolveria o enigma “quem veio primeiro, o ovo ou a galinha?”, porque os ovos de dinossauro estavam aí muito antes do que as galinhas ;)

Fontes: http://pienso-luego-cocino.blogspot.pt + http://pt.wikipedia.org/wiki/Ovo + http://hypescience.com/uma-duzia-de-fatos-extraordinarios-sobre-ovos
Fotografias: comofazer-vocemesmo.blogspot.com + nutricaosaude.webnode.com.br + http://hypescience.com/uma-duzia-de-fatos-extraordinarios-sobre-ovos

Sem comentários:

Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails